Lições do Vale do Silício para empresas brasileiras

É difícil não olhar para o que acontece nessa região do mundo com admiração. O Vale do Silício, localizado na Califórnia, é berço e residência para empresas de tecnologia inovadoras e à frente de seu tempo. Lá estão unidades do Google, Facebook, Microsoft, Twitter, Intel, entre tantas outras que desenvolvem soluções que transformam nossa vida.

Mas não são apenas recursos tecnológicos que são desenvolvidos por lá. Hoje, muitos empreendedores e gestores de negócios de tantas outras áreas buscam inspiração no Vale do Silício quando o assunto é gestão. Lá surgem novas metodologias para gestão de pessoas, gestão estratégica, desenho de metas, criação de produtos e muito mais. Tudo para tornar as empresas ainda mais eficientes, criativas e, é claro, rentáveis!

Confira abaixo algumas das principais lições que podem ser úteis para a realidade da sua empresa!

1. Apaixone-se pelo problema, não pela solução

Ok, você pode ter muito sucesso desenvolvendo um aplicativo ou um sistema. Desde que esteja realmente conectado ao problema que ele vai resolver. Esse ensinamento é básico. Se você começar um negócio pensando apenas na solução por si só, pode perder relevância ou até ficar ultrapassado.

Não é por acaso que muitas empresas do Vale do Silício estão se reinventando, desenvolvendo novas soluções e até testando novos mercados. Se você pensar no Uber, por exemplo, resolver o problema de locomoção nas grandes cidades é o foco principal – seja por meio de ride-sharing, seja por meio de carros autônomos.

2. Falhas acontecem

Aqui no Brasil a maioria dos empreendedores têm vergonha de serem reconhecidos por seus erros e por seus negócios que não foram para frente. No Vale do Silício, o pensamento é muito diferente. Falhar faz parte do processo e, inclusive, torna os gestores mais preparados para lidarem com novos desafios.

Portanto, se você já teve uma startup que não foi para frente, existem grandes chances de ser um profissional mais reconhecido e até de receber investimentos para um novo empreendimento.

3. Empresas inovadoras podem se desenvolver em (quase) qualquer lugar

O Vale do Silício nem sempre contou com toda essa fama. Pelo contrário, Nova York e Boston eram locais muito mais atrativos e desenvolvidos para empresas que começavam na área de tecnologia por volta dos anos 1950. À região da Califórnia, faltava infraestrutura, capital, talentos e pesquisa para evoluir.

Até a chegada da Fairchild Semicondutor, que se tornou a maior empresa de chips do mundo depois de se instalar no Vale do Silício – e que começou a atrair muitas outras empresas de tecnologia para os seus arredores.

O que isso prova? Que empresas de tecnologia podem se desenvolver em qualquer lugar. É claro, atuar em um país que incentiva o empreendedorismo ajuda bastante…

4. Update or die

Já falamos que o importante é se apaixonar pelo problema, não pela solução. Isso traz outro ensinamento importante, atualização sempre. Quando o assunto é tecnologia, inovação faz parte da essência da empresa. Mas não apenas se o seu negócio tem esse foco. Afinal, tecnologia hoje faz parte de qualquer mercado, ditando como as pessoas se relacionam com as marcas e consomem produtos ou serviços. Manter uma mentalidade de atualização constante, portanto, é chave para continuar relevante no mercado.

5. Sem medo de Networking

A última lição que deixamos neste artigo é: não tenha medo do networking. Mas, aqui falamos em relacionamento de verdade, abrindo as práticas e estratégias da empresa sem tanto rodeio e, é claro, poder absorver o mesmo tipo de experiência de outros negócios.

No Vale do Silício, por mais que haja muito sigilo sobre produtos e serviços desenvolvidos, muitas experiências são compartilhadas entre os empreendedores, o que permite que um ambiente mais inovador se desenvolva como um todo.

Quais dicas você vai levar para o seu negócio?

Nós bem sabemos que a realidade é muito diferente para quem começa uma empresa no Vale do Silício ou no mercado brasileiro. Isso não significa, entretanto, que não haja práticas que possam ser incorporadas no nosso ambiente empreendedor. Olhar para o que tem alcançado sucesso lá fora nos permite adaptar e tropicalizar os melhores ensinamentos que possam levar ao sucesso em terras tupiniquins!

Você conhece alguma outra prática ou lição do Vale do Silício que possa ser adotada pelas empresas brasileiras? Deixe seu comentário neste artigo!

No Comments

Post A Comment